DIY para iniciantes: os instrumentos (1)

Disso sim posso falar que sou adepta desde criancinha: projetos estilo “faça você mesmo”.  Ah, como é gostoso passar um tempo inventando moda, seja ao som de uma boa música ou assistindo à novela ao telejornal. O tal do “eu que fiz” oferece uma satisfação de proporções inigualáveis. Além do mais, puxei esse lado da minha mãe, de sempre pensar que não devemos terceirizar aquilo que podemos fazer melhor. Sem contar o lado relaxante da coisa toda.

Sempre gostei dessa seção das revistas. E sempre é o primeiro link que clico quando descubro um blog novo, seja de moda ou de decoração. Na verdade, a qualidade dos projetos faz com que eu continue ou não a ler o blog. É o meu critério, rs.

Acredito que o bacana do “faça você mesmo” é a personalidade que você imprime ao que faz. E por isso mesmo, por mais que contenham a mesma ideia, é praticamente impossível ver dois projetos idênticos. Já até falei disso aqui.

O objetivo do post, no entanto, não é retomar o assunto sobre a originalidade ou não dos projetos, mas ser a introdução de uma série de outros posts sobre DIY – do it yourself. Sei que tem muita gente que adora, mas nunca sabe por onde começar. Sim, porque há toda uma gama de instrumentos por trás do handmade. Ao mesmo tempo, não há nada mais antipático que projetos quase industrializados, do tipo: você vai precisar de uma serra elétrica, três metros de madeira de demolição, uma furadeira, uma pá de coveiro…

Hipérboles à parte, trago aqui o que acredito ser uma das ferramentas mais essenciais e democráticas para quem quer colocar a mão na massa e os pensamentos no lugar: a pistola de cola quente.

Esse brinquedinho é capaz de muitas coisas. Veja bem:

*Imagens reproduzidas (logo coloco as referências).

E ainda custa barato. Um revólverzinho desse sai em torno de 20 a 25 dilmas. Depois é só ir comprando a colinha.

Vai por mim, pode colocar na listinha! 😉

Anúncios

2 comentários em “DIY para iniciantes: os instrumentos (1)”

  1. Ana, que bacana! (com perdão da rima cacofônica rsss) É isso mesmo, inventar moda é bom demais, mas em primeiro lugar é a gente tentar fazer algo que realmente esteja ao nosso alcance, com ferramentas que existem no mundo real, bom , pelo menos no meu!!!! Adorei
    Pode deixar que este post me fez continuar a te ler… rss E
    starei sempre por aqui.
    Bjs
    Fê Rezende

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s