Você conseguiu bolsa de estudos? E outras perguntas que me fazem

lisbon(2)

A decisão da mudança gerou bastante curiosidade nas pessoas e me trouxe uma série de perguntas. Algumas por interesse em saber como as coisas funcionam, outras por curiosidade pela vida alheia mesmo, bem típica dos humanos. A primeira delas, feita por desde o vizinho do condomínio à minha ginecologista, é: você conseguiu bolsa de estudos?

Continue Lendo “Você conseguiu bolsa de estudos? E outras perguntas que me fazem”

Anúncios

Das xepas da internet: pra quem se vira nos 30 (dias do mês)!

Quem entende um pouco de economia sabe que o segredo de uma boa saúde financeira não está exatamente no “quanto” se ganha, mas no “como” se gasta e “no quê” se investe. Pra isso, além de planejamento, organização e disciplina, também é preciso que encontremos novas alternativas de consumo, pois conforto e bem-estar são bens imateriais muito preciosos, né?!.

Dia desses, conversando com a sogra, fui listando algumas das “xepas” que costumo aproveitar utilizando a internet.  Sei que muita gente faz o mesmo. Por isso, eis aqui uma boa oportunidade pra troca de informações. No final das contas, vou acabar fazendo propaganda de algumas instituições, mas creio que a utilidade das informações vai se sobressair a isso, ok?!

*imagem reproduzida

1- Os sites de compras coletivas: eles enchem nossas caixas de e-mails pelo menos duas ou três vezes ao dia, nem sempre ofertando algo que queremos consumir, mas é impossível negar que hoje em dia temos mais opções de lazer, entretenimento e uma série de produtos e serviços a custos bem mais acessíveis, não é mesmo?!  Pra quem tem preguiça de vasculhar página por página, é possível acessar a todas as promoções divulgadas diariamente pelos sites clicando no endereço www.saveme.com.br (créditos para Bruna Rezende, que me ensinou o caminho).

2- Surpreenda Mastercard: Um programa excelente, sobretudo, pra quem costuma tirar férias em períodos de baixa temporada. Por meio da promoção “pague 1, leve 2”, feita em parceria com a TAM, você compra seu pacote de viagens e ganha o do acompanhante. Tem coisa melhor que duas pessoas viajando juntas pagando o preço de uma? Pra isso, basta entrar no site e cadastrar seu cartão. A promoção também cobre outros tipos de produtos e serviços.

3- Smiles e Fidelidade TAM: programas através dos quais é possível acumular pontos e milhas pra trocar em passagens aéreas. Pra saber como, é só clicar aqui e aqui.

4- Você tem dotz? Uma moedinha que a gente ganha ao fazer compras em algum dos parceiros credenciados ao programa. Funciona assim (pelo menos no meu caso): você entra no site, faz o cadastro e recebe um cartão com código de barras no qual são computadas todas as suas compras.  Quanto mais compras você fizer, mais dotz vai acumular. Depois é só trocar as moedas pelos produtos e serviços oferecidos pelo programa.

*Dica da Dona: procure saber dos programas de recompensa que as operadoras de cartão de crédito oferecem. Dependendo do programa, é possível trocar os bônus em milhas e produtos, pagar meia-entrada em alguns cinemas , parques e passeios turísticos.

E você, possui alguma dica de xepa?

Para enfrentar sem drama: liquidações de verão e de outras estações… parte II

Saindo às compras:

1- Se você já tem suas lojas favoritas, ótimo! Já sabe aonde ir. Se não, recomendo que explore o território primeiro em vez de ir comprando logo na primeira loja que vir pela frente. Assim, você não corre o risco de achar o que procura com uma oferta melhor depois.

2- Com sua lista-amiga nas mãos, tudo fica mais fácil. Agora, só é preciso atenção com alguns requisitos das peças:

a) Antes de comprar, experimente tudo.  Se possível, esteja com alguém de sua confiança para garantir opiniões sinceras.

b) Lembre-se sempre de que vendedores, 99% das vezes, estarão mais preocupados com a própria comissão que com o seu bem estar.

c) Avalie cada detalhe das peças: costuras, botões, tecidos, manchas de maquiagem, etc. Peças com pequenos defeitos são as primeiras a entrar em liquidação. Ainda que elas não tenham defeito algum, o manuseio de outras pessoas também pode danificá-las.

d) Quando o assunto é calçado, peça sempre para experimentar os dois. Quando um dos pés fica muito tempo exposto nas vitrines, a cor costuma “queimar” mais rápido, deixando-o diferente do outro.

e) Calcule o custo-benefício de tudo. O cálculo é simples: o preço da peça é dividido pelo número de vezes (aproximado) que vai usá-la. Dá certo!

Dica Você S/A: Só compre em liquidações se a loja der pelo menos 50% de desconto. Do contrário, o negócio não é vantajoso.


Dicas da Dona

*Em liquidações, aposte em roupas e acessórios de qualidade para o dia a dia. Peças que vão ao trabalho precisam ser bem mais resistentes que aquelas que vamos usar apenas uma ou duas vezes por ano.

*Tenha cuidado com as peças. Se não serviram em você, podem servir lindamente em outra pessoa.

Sacolas cheias:

*Imagens reproduzidas

1- Chegou em casa? Nada de colocar tudo dentro do guarda-roupa. Lave o que for de vestir. É uma questão de higiene. Você levou aquele vestido lindo, mas antes disso, ele já tinha sido provado antes mesmo de entrar na liquidação. Imagine depois!

2- Organize tudo com as outras peças do guarda-roupa. Se tiver tempo, monte combinações. Assim, você não perde tempo pensando na roupa antes de sair.

3- Chegou a fatura do cartão? Sorry! Aí é com você!

Para enfrentar sem drama: liquidações de verão e de outras estações… parte I

Antes de qualquer coisa, informo que minha verborragia sempre alonga meus posts, o que me obriga a dividi-los.

Cena habitual para um grande número de pessoas:

Estamos na segunda quinzena de janeiro e já gastamos todos os décimos terceiros, gratificações e PLR’s possíveis com os presentes de final de ano e com a viagem das férias (ou do recesso). Acabamos de parcelar pagar o IPTU e o IPVA e o restante das dívidas habituais do mês. Então, saímos às ruas para um inocente passeio e, de repente… Putz! Percebemos que o mundo parece se desfazer em liquidações arrasadoras. Roupas, eletrônicos, móveis…  É saldão que não acaba mais. Oh Lord, won’t you buy us one money’s machine?

Comigo, pelo menos, é sempre assim. Ou melhor, era! Como sou muito dura controlada (de verdade!), sempre resistia às tentações e comprava pouquíssimas coisas. Este ano, porém, resolvi fazer diferente: reservei alguns dinheiros especialmente para esta época do ano e elaborei uma metodologia de compras, válida para os quesitos vestuário e acessórios, a qual eu recomendo para meus clientes e divido aqui. Economia rules!

Let´s go!

Antes de sair às compras…

1- Se você está de férias, tire um dia pra dar uma boa faxina no guarda-roupa. Se não, tire uma noite durante a semana ou um sábado qualquer. O ideal é aproveitar as viradas de estação. Escolhido o dia, é só colocar a sua playlist favorita pra tocar e mãos à obra!

2- Tire tudo do armário, separando as peças em três pilhas: roupas que você usa, roupas que precisam de reparo e roupas que você não usa mais.  Uma sugestão é pegar as roupas da terceira pilha e doar às vítimas das enchentes no Rio. #ficadica


4- Tenha essa lista sempre com você, seja num papel dentro da carteira ou da bolsa. Ela irá lembrá-la(o) que, antes de se render àquela meia-pata que está com 50% off, seu armário está com outras prioridades agora. Muitas das compras mais caras que fazemos acontecem durante as liquidações, quando compramos peças que nunca iremos usar.

5- Tenha estipulado o quanto você tem disponível para os gastos e o quanto está disposta(o) a gastar com cada peça. Passar o restante do semestre pagando prestações das contas de janeiro não é nada legal. Caso você não tenha se organizado pra isso, pense que todos os anos é a mesma coisa. Que tal uma poupancinha pró-queimas?

*Imagens reproduzidas

Continua…