Para enfrentar sem drama: liquidações de verão e de outras estações… parte II

Saindo às compras:

1- Se você já tem suas lojas favoritas, ótimo! Já sabe aonde ir. Se não, recomendo que explore o território primeiro em vez de ir comprando logo na primeira loja que vir pela frente. Assim, você não corre o risco de achar o que procura com uma oferta melhor depois.

2- Com sua lista-amiga nas mãos, tudo fica mais fácil. Agora, só é preciso atenção com alguns requisitos das peças:

a) Antes de comprar, experimente tudo.  Se possível, esteja com alguém de sua confiança para garantir opiniões sinceras.

b) Lembre-se sempre de que vendedores, 99% das vezes, estarão mais preocupados com a própria comissão que com o seu bem estar.

c) Avalie cada detalhe das peças: costuras, botões, tecidos, manchas de maquiagem, etc. Peças com pequenos defeitos são as primeiras a entrar em liquidação. Ainda que elas não tenham defeito algum, o manuseio de outras pessoas também pode danificá-las.

d) Quando o assunto é calçado, peça sempre para experimentar os dois. Quando um dos pés fica muito tempo exposto nas vitrines, a cor costuma “queimar” mais rápido, deixando-o diferente do outro.

e) Calcule o custo-benefício de tudo. O cálculo é simples: o preço da peça é dividido pelo número de vezes (aproximado) que vai usá-la. Dá certo!

Dica Você S/A: Só compre em liquidações se a loja der pelo menos 50% de desconto. Do contrário, o negócio não é vantajoso.


Dicas da Dona

*Em liquidações, aposte em roupas e acessórios de qualidade para o dia a dia. Peças que vão ao trabalho precisam ser bem mais resistentes que aquelas que vamos usar apenas uma ou duas vezes por ano.

*Tenha cuidado com as peças. Se não serviram em você, podem servir lindamente em outra pessoa.

Sacolas cheias:

*Imagens reproduzidas

1- Chegou em casa? Nada de colocar tudo dentro do guarda-roupa. Lave o que for de vestir. É uma questão de higiene. Você levou aquele vestido lindo, mas antes disso, ele já tinha sido provado antes mesmo de entrar na liquidação. Imagine depois!

2- Organize tudo com as outras peças do guarda-roupa. Se tiver tempo, monte combinações. Assim, você não perde tempo pensando na roupa antes de sair.

3- Chegou a fatura do cartão? Sorry! Aí é com você!

Para enfrentar sem drama: liquidações de verão e de outras estações… parte I

Antes de qualquer coisa, informo que minha verborragia sempre alonga meus posts, o que me obriga a dividi-los.

Cena habitual para um grande número de pessoas:

Estamos na segunda quinzena de janeiro e já gastamos todos os décimos terceiros, gratificações e PLR’s possíveis com os presentes de final de ano e com a viagem das férias (ou do recesso). Acabamos de parcelar pagar o IPTU e o IPVA e o restante das dívidas habituais do mês. Então, saímos às ruas para um inocente passeio e, de repente… Putz! Percebemos que o mundo parece se desfazer em liquidações arrasadoras. Roupas, eletrônicos, móveis…  É saldão que não acaba mais. Oh Lord, won’t you buy us one money’s machine?

Comigo, pelo menos, é sempre assim. Ou melhor, era! Como sou muito dura controlada (de verdade!), sempre resistia às tentações e comprava pouquíssimas coisas. Este ano, porém, resolvi fazer diferente: reservei alguns dinheiros especialmente para esta época do ano e elaborei uma metodologia de compras, válida para os quesitos vestuário e acessórios, a qual eu recomendo para meus clientes e divido aqui. Economia rules!

Let´s go!

Antes de sair às compras…

1- Se você está de férias, tire um dia pra dar uma boa faxina no guarda-roupa. Se não, tire uma noite durante a semana ou um sábado qualquer. O ideal é aproveitar as viradas de estação. Escolhido o dia, é só colocar a sua playlist favorita pra tocar e mãos à obra!

2- Tire tudo do armário, separando as peças em três pilhas: roupas que você usa, roupas que precisam de reparo e roupas que você não usa mais.  Uma sugestão é pegar as roupas da terceira pilha e doar às vítimas das enchentes no Rio. #ficadica


4- Tenha essa lista sempre com você, seja num papel dentro da carteira ou da bolsa. Ela irá lembrá-la(o) que, antes de se render àquela meia-pata que está com 50% off, seu armário está com outras prioridades agora. Muitas das compras mais caras que fazemos acontecem durante as liquidações, quando compramos peças que nunca iremos usar.

5- Tenha estipulado o quanto você tem disponível para os gastos e o quanto está disposta(o) a gastar com cada peça. Passar o restante do semestre pagando prestações das contas de janeiro não é nada legal. Caso você não tenha se organizado pra isso, pense que todos os anos é a mesma coisa. Que tal uma poupancinha pró-queimas?

*Imagens reproduzidas

Continua…

Eu me apaixonei pela moda, mas o meu amor é o estilo! – Final

Então… Alguém se lembra das duas outras partes? Se não, é só voltar aqui e aqui ó, que logo o texto passa a fazer sentido.

Parei na parte pré-curso de Consultoria de Imagem, em que meus ânimos já não eram os mesmos de outrora por conta da minha desilusão com a moda (melhor, com parte dela). À primeira aula, porém, tive a surpresa de que tudo o que eu aprenderia seria bem mais complexo e mais desafiador do que eu pensava.

Não tardou muito para que eu me envolvesse pela área, pois aprendi que quando se fala em imagem, logo vem uma palavrinha que é das preferidas do meu dicionário: ESTRATÉGIA – ainda vou falar mais disso. Além da aparência, a consultoria de imagem também trabalha os comportamentos e as atitudes pessoais e profissionais. E muito mais do que a moda, está diretamente relacionada ao estilo pessoal.

Mas… O que é estilo?

Isso provavelmente já aconteceu com você. E comigo também! Você está caminhando pela rua, indo ao trabalho ou voltando do almoço, ou simplesmente dando um passeio mesmo. De repente, você passa por uma pessoa que te faz virar o pescoço pra acompanhá-la. É como se tudo nela estivesse em harmonia: cabelos, roupas, acessórios… E você pensa: “nossa, que pessoa diferente!”. Nesse caso, a palavra diferente pode ser  o sinônimo de “estilosa”.

Os estilosos costumam se apropriar da moda para dela tirar o que mais vai favorecer a própria imagem. E tenho certeza de que todos nós temos uma listinha particular de pessoas que consideramos assim. Pessoas que se vestem bem, gesticulam e se movem de forma a atrair nossa atenção e parecem ter desenvolvido uma marca própria. Estou enganada?!

Bem, estando certa ou não, o fato é que meu amor pelo estilo resolveu minha relação com a moda, o que é indispensável ao meu trabalho, e teve um papel fundamental na criação deste blog. Fim da introdução!

Na minha lista tem:

*Imagens reproduzidas

Tirando a poeira…

Em 2010, descobri que quem tem um blog sempre está com algo pendente: um post atrasado, uma ideia encostada ou um desejo infinito por mais algumas horas no dia. É… Falta tempo!

Os últimos meses foram bastante assoberbados. Tive muitos eventos no colégio (sim, sou assessora de comunicação de um colégio), meu exame de proficiência de espanhol  e a conclusão de uma consultoria importante. Definitivamente, agora faço parte das estatísticas dos que saem às ruas pra comprar presentes de Natal na última hora. #vidadegentegrande

Mas não tenho do que reclamar, pois tudo isso ajudou a deixar meu ano mais lindo e realizado.  Trabalho, conhecimento e experiência são sempre bem-vindos. Que 2011 também seja assim. Pra todos nós!

Acontece que, antes de voltar a escrever aqui, eu precisava dar ouvidos a uma vozinha dentro de mim que dizia: “Ana, você precisa parar, você precisa dormir, você precisa namorar, você precisa lavar suas roupas…” E tirei as horas livres pra fazer isso tudo. Minha bateria estava no limite. Agora vai ficar tudo bem. Estou de férias!

E 2011 já começou.  No réveillon, não usei vestido novo, não comi lentilhas nem beijei ao dar meia-noite. Não fiz nada do que pede o protocolo, rsrs. Ainda assim, tenho a certeza de que este ano será tão iluminado quanto o que passou, com 12 meses novinhos pra viver. E escrever!

Feliz ano novo!