5 lições aprendidas com o blog

possas3

Hoje o 1º post do Dona Drama completa cinco anos. Um pequeno blog para a humanidade, mas um grande ato de coragem para mim, ainda em tratamento contra a timidez virtual que de vez em quando me paralisa em recaídas. De lá pra cá, foram 1826 dias de textões, projetinhos faça você mesmo e hiatos silenciosos com tanto a dizer quanto os posts de quatro – ou seis – parágrafos. É que a vida, mais implacável que os títulos brasileiros de filmes hollywoodianos de ação, vira e mexe me esbofeteia a cara só pra mostrar quem é que manda (sorte o meu amor ser bandido e eu continuar apaixonada por ela mesmo assim).

Olhando pra trás, não evito o clichê: muita coisa mudou. E não falo apenas do fato de que eu tinha 25 e hoje estou a uma semana de completar 31, mas de perceber e valorizar o tanto de coisas legais que fiz, de pessoas que conheci e de fôlego que tomei para não deixar esse espaço morrer.

Tenho muito respeito pela história cheia de aprendizados construída desde então. Sinceramente, acho o respeito pela própria história uma das maiores conquistas de qualquer ser humano. E se aprendizado é dádiva, a melhor forma de comemorar o tempo de blog é compartilhando os ensinamentos trazidos por ele nesse período. Assim, resumi tudo em cinco lições carregáveis também para a vida. Quem sabe não é uma forcinha a mais pra você tirar aquele projeto do papel também?! 😉

Vamos lá!

1- As pessoas não leem só o que você escreve, elas leem o seu coração. Aprendi que qualquer texto só convence o outro quando convence a quem o escreveu, quando tem verdade. E amor. Parece improvável, mas nossos sentimentos têm um maravilhoso poder de atravessar telas junto às palavras.

2- Poesia vale mais que ineditismo. Quase nada é inédito. Eu tinha essa coisa de querer publicar conteúdo nunca visto na história do mundo. Além de impossível, é pura bobagem. Ainda que todas as histórias  já tenham sido contadas, as pessoas podem clicar em seus links apenas para ler como você combinou as palavras. Isso é a marca autorial, o borogodó do seu texto.

3- O ótimo é o pior inimigo do bom, ou “feito é o novo pretinho básico”, ou na dúvida, publique. Se você não quer ferir ninguém e já escreveu com atenção ao item 1, não há o que temer. A vida é feita de tentativa e erro. Nossos posts também. A boa notícia é que pode ser tentativa e acerto, mas você só vai saber se arriscar.

4- Não se preocupe em agradar a todos. Você não vai. E isso não vai acontecer porque ~nem Jesus agradou todo mundo~, mas porque não precisa. Quando o medo da rejeição nos domina, a gente acaba não se posicionando diante de muitos assuntos e perdendo em autenticidade. “Se não gostar é só não curtir”, disse sabiamente Arícia Possas, irmã e leitora de primeiras versões. No entanto, considere as críticas construtivas. São as que mais nos ajudam a melhorar. E vida que segue!

5- Dê feedbacks. Eu fico tão, mas tão feliz quando recebo um comentário, que logo percebi o quanto seria legal fazer isso com os textos que acho bacanas e/ou me inspiram também. Um comentário significa muito, sobretudo que a pessoa passou pelo formulariozinho chato do wordpress ou parou o cursor por alguns segundos em uma linha do tempo das mídias sociais. O mesmo vale para compartilhamentos!

Bônus:

6-  Nossa vida pouco importa. Importa o que dela contribui para a vida de outras pessoas.  Acho que fala por si só. 🙂

Se você também tem aprendizados de um blog e/ou projeto, fique à vontade para compartilhar suas lições. No mais, queria mandar um beijo pra minha mãe, pro meu pai e pra você, que é quem me faz pegar a flanela de letras e tirar a poeira de vez em quando. Que vez ou outra me incentiva com pedidos para voltar a escrever e dá cliques bem intencionados ao menor sinal de tem post novo. E que também me critica com jeitinho, mas sem dó. Gratidão sincera!

*Gratidão master à Elisa França. Além de ser minha ilustradora preferida, ainda me presenteou com essa imagem linda do post! Elisa, você arrasa! :*

Anúncios

8 comentários em “5 lições aprendidas com o blog”

  1. Aninha Possas, Ficou ótimo! E vou colocar o “bônus” no meu quadro de recados. Vale ler sempre. Amei! Bjks Bia

    Enviado do meu iPad

    >

  2. Parabéns pelos cinco anos de caminhada!!! Ao ler seu coração através das palavras nos posts, ele chegou até mim irradiando leveza, inspiração e criatividade!

  3. Ana, que felicidade ver este texto e os ecos da vida que nos apresentou nele. ❤ Fico feliz de lê-la – acabo de transformar este blog num lugar cativo. Continue escrevendo! No próximo post, estarei aqui. Beijo!

    1. Julie, que alegria ter você por aqui. Obrigada pela presença, pelo incentivo e pelo tanto de coisas que ainda compartilharemos. Já é minha professora favorita. E ninguém tasca! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s