“Você sofre de textite?”

maquina de escrever
3 de junho de 2015.  Entre todos os títulos que chegam à caixa de promoção do gmail, um especial me chama a atenção. Trecho:

(…) 

  • textite:s. f. 1 REUM inflamação do texto. 2 degeneração articular das palavras que pode ser devido a trauma de redação, associada à limitação de movimentos leitórios ou a causa desconhecida. Caracterizada pelo uso frequente de expressões como cada vez mais, à frente do seu tempo e toque de mestre. 3 presença nodosa de frustração textual.

Na presença de qualquer sintoma, procure o ambulatório textual mais próximo. Contra textite, errorismo gramatical e outros sedentarismos textuais, só mesmo muito exercício, sabe como?

No mesmo dia, respondo:

Sensacional!

Beagá está precisada de um ambulatório desses. Já pensaram numa escola itinerante?Sofro de escrivite aguda. Conheço mais gente com o mesmo bem. E agora? Vamos conversar e ampliar esse dicionário? Contatos não faltarão.

 Ana Possas, a enferma

Uma semana depois, no meio da tarde, meu coração dá um salto de alegria.

Ana, 

Julie aqui, muito prazer. Enferma também, há dois minutos sem escrever. Frequento o escrita anônima todas as noites e ainda não me recuperei. A coisa me acometeu tanto que montei uma escola – e fico aliviada quando encontro mais desses por aí, morasse aqui, você seria convocada para nossos encontros semanais. 

Estou curiosa para saber como você veio parar no nosso mailing e curios[íssima] para saber como podemos levar a ESC. daqui até a terra do pão de queijo e do doce de leite sem engordar quilos e não querer mais voltar.

Por agora, nossa escola itinerante funciona aqui pelo Paraná, do leste ao oeste. Experiência em carregar a máquina de escrever e o curso inteiro para lá e para cá, a gente tem – de você, precisaríamos de um local e toda a ajuda com a divulgação. Por aqui, topamos. 

Em cópia, a Paola, nossa inspetora de comunicação e auditora de telefones sem fio, pode te ajudar com as datas e detalhes. 

Julie, em reabilitação

Como você vê, ainda era outono quando toda essa prosa séria começou. Do lado de cá, uma vontade imensa de conhecer mais gente da escrita, de escrever junto e estar em um ambiente em que não se fale além disso. Do lado de lá, coração aberto e disponibilidade para subir o país.

Os e-mails continuaram inverno adentro, constando neles a confirmação do diagnóstico de doença crônica e de que o pão de queijo, na verdade, é esse grande laço capaz de unir nossa mineiridade a qualquer outro canto/pessoa do Brasil.

As parcerias fluíram tão naturalmente quanto as respostas acima e em setembro de 2015 o ambulatório – que atende pelo nome de Esc. Escola de Escrita – pela primeira vez ganhou espaço, gente, papel, lápis, borracha e café em terras mineiras.

Depois de duas visitas repercutidas em tratamentos bem-sucedidos, a ESC. aterrissou de vez em Beagá este ano. Isso significa que temos uma programação semestral, com cursos voltados tanto para quem tem aspiração literária quanto para quem precisa e quer lidar melhor com a Língua Portuguesa. Nosso endereço por aqui – em dias de curso – é a Über Trends.

Todas as informações sobre a ESC. e os cursos estão disponíveis no link http://escoladeescrita.com.br/. Ouvi dizer que se você se inscrever e/ou ajudar a divulgar a possíveis interessados, algo de muito bom acontecerá em alguns finais de semana.

Obrigada a todos os envolvidos!

Até lá!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s