Trilha sonora para ajudar com a bagunça…

E ainda deixar a gente feliz. Música daquelas de mexer o quadril a cada peça guardada.

“When I look around I see blue skies/ I see butterflies for us/ Listen to the sound and lose it/ Its sweet music and dance with me”

Anúncios

Organizando… As malhas!

Assim, só pra não criar expectativas. Se alguém aí estava esperando ver aquele closet-dos-sonhos como exemplo para a organização, sinto dizer que vou decepcionar. O objetivo da coisa toda não é mostrar marcas, descrever o que tenho e tal, mas tentar dar dicas úteis de como manter tudo em ordem (ainda que se viva num quartinho bem pequeno, com um armário de três portas e uma cômoda para guardar tudo, como eu).

Também é claro que eu não elaborei as dicas sozinha. Para isso, contei com livros escritos por profissionais que atuam no ramo há tempos, como Titta Aguiar, por exemplo, umas das veteranas em consultoria de imagem no Brasil.

*imagem reproduzida

Começando pelas malhas:

“Tudo que não amasse deve ser guardado em gavetas, menos o tricô.”

E é verdade.  Eu separo as peças de malha assim: brancas, pretas, cinzas e de tons pastéis em uma gaveta, dobradas como se estivessem na loja, e coloridas, de tons vibrantes, em outra, em rolinhos (para facilitar a visualização).

O ideal é que haja uma padronização. Se você optar por rolinhos, que seja tudo em rolinhos. Se optar pelas peças dobradas, que sejam todas dobradas. No meu caso, faço uma gaveta de um jeito e outra de outro por uma questão de espaço. Como tenho mais peças de cores neutras, a gaveta ficaria muito confusa se eu as dispusesse em rolinhos. Na hora de pegar, ia ser um rolo só, literalmente.

Também é importante organizar as peças conforme as cores, do claro para o escuro, ou vice-versa.

E você? Como tem organizado suas malhas?

É tempo de organizar!

Semana passada, recebi de uma amiga o pedido de post sobre organização de guarda-roupa. Achei ótimo, pois este também é um dos serviços que oferto na consultoria, caso o(a) cliente precise. Uma motivação para por tudo em ordem, já que as coisas em casa andam bem desorganizadas (troca das janelas no ap + reforma no prédio + viagens pra casa dos pais = quarto pequeno cheio de coisas da sala + malas por desfazer).

Durante a próxima semana, vou tentar fazer o seguinte: fotografar, organizar, fotografar e postar. Ver o “antes e depois” é bom e todo mundo gosta! Quem não?

Enquanto não inicio a maratona, deixo aqui uma listinha de produtos indispensáveis à manutenção e conservação de suas coisas.

1- Kit básico de costura: tesoura, agulhas, alfinetes, botões e linhas. Pras roupas que precisam de pequenos reparos e dos “pontinhos” de última hora. Quem aí já não passou pela experiência de colocar a blusa favorita e, ao levantar o braço, perceber um furinho indesejado?

2- Escova de roupa: pros fiapinhos maiores que grudam nas peças.

3- Rolo Scotch Brite: pras bolinhas claras das roupas escuras. Obs: fita crepe também cumpre bem o papel.

4- Creme de tratamento para os calçados. Na imagem, estão produtos para calçados de couro, mas também existem sprays hidratantes para camurça e nobuck. Pra ter os sapatos, botas e sandálias por mais tempo.

5- Flanela: pra limpar o armário e tirar poeira dos calçados.

6- Escova de calçado: pra passar nos calçados depois que o creme seca. Há quem goste dos brilhantes.

7- Antitraça: pra não correr o risco de ver sua blusa favorita cheia de furinhos.

8- Antimofo: pra absorver a umidade e evitar que as roupas embolorem.

9- Caixa organizadora: pra não deixar tudo isso à mostra.

Esqueci alguma coisa?

Das xepas da internet: pra quem se vira nos 30 (dias do mês)!

Quem entende um pouco de economia sabe que o segredo de uma boa saúde financeira não está exatamente no “quanto” se ganha, mas no “como” se gasta e “no quê” se investe. Pra isso, além de planejamento, organização e disciplina, também é preciso que encontremos novas alternativas de consumo, pois conforto e bem-estar são bens imateriais muito preciosos, né?!.

Dia desses, conversando com a sogra, fui listando algumas das “xepas” que costumo aproveitar utilizando a internet.  Sei que muita gente faz o mesmo. Por isso, eis aqui uma boa oportunidade pra troca de informações. No final das contas, vou acabar fazendo propaganda de algumas instituições, mas creio que a utilidade das informações vai se sobressair a isso, ok?!

*imagem reproduzida

1- Os sites de compras coletivas: eles enchem nossas caixas de e-mails pelo menos duas ou três vezes ao dia, nem sempre ofertando algo que queremos consumir, mas é impossível negar que hoje em dia temos mais opções de lazer, entretenimento e uma série de produtos e serviços a custos bem mais acessíveis, não é mesmo?!  Pra quem tem preguiça de vasculhar página por página, é possível acessar a todas as promoções divulgadas diariamente pelos sites clicando no endereço www.saveme.com.br (créditos para Bruna Rezende, que me ensinou o caminho).

2- Surpreenda Mastercard: Um programa excelente, sobretudo, pra quem costuma tirar férias em períodos de baixa temporada. Por meio da promoção “pague 1, leve 2”, feita em parceria com a TAM, você compra seu pacote de viagens e ganha o do acompanhante. Tem coisa melhor que duas pessoas viajando juntas pagando o preço de uma? Pra isso, basta entrar no site e cadastrar seu cartão. A promoção também cobre outros tipos de produtos e serviços.

3- Smiles e Fidelidade TAM: programas através dos quais é possível acumular pontos e milhas pra trocar em passagens aéreas. Pra saber como, é só clicar aqui e aqui.

4- Você tem dotz? Uma moedinha que a gente ganha ao fazer compras em algum dos parceiros credenciados ao programa. Funciona assim (pelo menos no meu caso): você entra no site, faz o cadastro e recebe um cartão com código de barras no qual são computadas todas as suas compras.  Quanto mais compras você fizer, mais dotz vai acumular. Depois é só trocar as moedas pelos produtos e serviços oferecidos pelo programa.

*Dica da Dona: procure saber dos programas de recompensa que as operadoras de cartão de crédito oferecem. Dependendo do programa, é possível trocar os bônus em milhas e produtos, pagar meia-entrada em alguns cinemas , parques e passeios turísticos.

E você, possui alguma dica de xepa?

Das coisas que a gente não esquece…

Era o 1º dia de aula de química da 1ª série do Ensino Médio. O professor era novo, daqueles modernos, desbocados e descabelados.  Ao se apresentar à turma, distribuiu papéis contendo um texto do qual fez questão de explicar frase por frase e o qual tenho guardado há 11 anos. Leio e releio sempre, cada vez compreendendo melhor a mensagem que esse professor quis transmitir naquela época.

Estou em um momento de recomeço. Voltei a trabalhar ontem, depois de ter dado um mês de férias ao meu cérebro hiperativo. Agora, volto a ver minha família de quando em vez ao longo do ano, a ter que me organizar direitinho pra cuidar de mim e a ter que me administrar financeiramente em meio a essa inflação absurda (gente, tudo aumentou demais!).

Não vou fazer drama, nem tenho o direito. Adoro essa vida! Mas há dias em que acordamos nublados e precisamos de um empurrãozinho alheio pra sentir que as coisas estão valendo a pena. E pra isso existem os mais diversos métodos.  Sei que cada um tem o seu. No meu caso, dentre os abraços, as músicas e os doces, eu tenho os textos.

Como não resolve falar do milagre sem o santo, (ou do santo sem o milagre, não sei), segue abaixo o querido:

Sonhos: viva-os ou deixe-os
(Geraldo Eustáquio de Souza)

Realizar aquele projeto
O ideal de uma vida inteira
Fazer aquela viagem
Tocar um instrumento
Ter um lugar todinho seu

Assumir o corpo, a mente e o espírito
Mergulhar de cabeça nas coisas do coração
Ficar numa boa, por dentro e por fora
Transar o visual, sem medo nem culpa,
Uns quilinhos a menos, uns músculos a mais

Novos amigos – os antigos sempre perto
Novos amores – os antigos sempre amigos
Novos valores – os antigos no lixo

Jogar tudo pro alto
Liberar geral
Recomeçar

Mudar a profissão – ou de profissão
Mudar o emprego – ou de emprego
Mudar o País – ou de País

Perder o medo de perder
E ir ganhar a vida
Fazendo o que se gosta
Levando uma existência feliz

*Imagem daqui

É simples né?! Mas acredite, ajuda!

E pra você, qual método funciona?